Entrada             Contactos              Telefones úteis             Ligações úteis              Atendimento      
    A-         A         A+    

:   Autarcas
:   Infraestruturas
:   Acessibilidades
:   Serviços
:   Caracterização
:   Associativismo
:   Códigos postais
:   Breve resenha
:   Ordenação Heraldica
:   Lendas e tradições
:   Património
:   Turismo
:   Festas e Romarias
:   Gastronomia
:   Artesanato
:   Paúl de Arzila
:   Galeria de Fotos
:   Reportagem Multimédia
:   Galeria de Vídeos
:   Fotos Antigas

  + NOTÍCIAS
    A-         A         A+    


Televisão digital terrestre (TDT)

A televisão digital terrestre (TDT) é uma evolução natural da televisão que temos hoje, com melhor qualidade de som, de imagem e de recepção do sinal (sem interferências ou fantasmas) dos quatro canais nacionais: RTP1, RTP2, SIC e TVI. A grande vantagem apontada para a TDT é a melhor qualidade de som e imagem, embora possa ainda usufruir de um guia electrónico de programação e, dependendo do tipo de descodificador, da possibilidade de paragem de imagem e gravação.
Todo o país já tem emissões de televisão digital, mas até Abril de 2012 o sinal analógico convencional será desligado (o chamado “apagão”) em todo o País. As alterações e a obrigatoriedade de mudança para a TDT terão sobretudo reflexo nas seguintes situações:
- Se o seu televisor já tem uns anos e não está preparado para a televisão digital.
- Se em sua casa só recebe os quatro canais de televisão gratuitos - RTP1, RTP2, SIC e TVI - ou seja, se não tem televisão paga.
- Se tem televisão paga em apenas alguns dos televisores de sua casa e noutros não.
O processo de transição é relativamente simples. Siga os seguintes passos para mudar para a TDT:
1. Veja se no manual técnico, junto à marca ou na parte de trás do seu televisor encontra as seguintes referências: DVB-T e MPEG4/H.264. Se encontrou estas referências, então o seu televisor está apto a receber a TDT. Basta alterar a recepção para digital e sintonizar automaticamente os canais para ver TDT.
2. Se o seu televisor não tiver as duas referências do passo 1, verifique se tem uma entrada SCART (21 pinos) ou HDMI. Se tiver alguma destas entradas, o televisor está preparado para receber TDT, desde que compre um descodificador compatível com a tecnologia DVB-T e norma MPEG4/H.264. Nas lojas de electrodomésticos e electrónica, pode encontrar vários modelos de descodificadores com diferentes funcionalidades (nomeadamente com alta definição) e preços. Os mais simples e acessíveis rondam os 40€.
Para comparar preços, qualidade e funcionalidades dos descodificadores à venda no nosso país, consulte a informação disponibilizada pela Deco Proteste em www.deco.proteste.pt 
Se o seu televisor não tiver as características referidas nos passos 1 ou 2, deverá comprar um televisor com DVB-T e MPEG4/H.264 ou com uma entrada SCART ou HDMI. Mas confirme primeiro o tipo de recepção e equipamento que pode utilizar em sua casa.
Agora, basta ligar o cabo de antena ao descodificador e, com um cabo scart ou HDMI, ligar o descodificador ao seu televisor.
Terá ainda de verificar se a sua antena está preparada para receber TDT ou se está direccionada para o emissor do qual recebe o sinal digital (em alguns casos poderá ser necessário redireccionar a antena).
Sintonize automaticamente os canais e passe a usar o telecomando do descodificador para ver TDT.
Agora já pode assistir aos seus programas de sempre, com melhor qualidade de som e imagem, e consultar, de forma rápida e simples, a programação. Pode ainda aceder a funcionalidades que até agora não tinha como, por exemplo, parar ou gravar programas (dependendo do descodificador que comprar). Em caso de ter dificuldades em algum destes passos, pode sempre consultar um técnico de televisão/instalador, tal como já faz habitualmente quando tem problemas com a sua televisão.
O Kit TDT (DTH) é comparticipado em 22€ (apenas um por casa e desde que não tenha TV paga). Para obter essa comparticipação deve:
•Preencher e imprimir o formulário de comparticipação, disponível em www.tdt.telecom.pt e nos pontos de venda.
•Juntar cópia legível: do BI, Cartão de Cidadão ou passaporte; do Número de Identificação Fiscal ou de documentação comprovativa da qualidade do requerente (em caso de fogos não residenciais); de comprovativo de morada (factura de electricidade, água, gás, etc.); da factura de compra do Kit TDT (DTH) e indicação do NIB (Número de Identificação Bancária) para transferência bancária relativa à comparticipação, quando aplicável.
•Enviar tudo para o apartado postal do Serviço TDT.
Esta comparticipação é acumulável com a atribuição do subsidio destinado a cidadãos mais carenciados, conforme abaixo explicado.
Pode beneficiar de um subsídio após a compra de um descodificador se:
•Tiver um grau de deficiência igual ou superior a 60%.
•For beneficiário do Rendimento Social de Inserção.
•For reformado ou pensionista com rendimento inferior a 500€ mensais.
•Se tratar de uma instituição de carácter social e sem fins lucrativos, como hospitais públicos, centros de saúde, bibliotecas, instituições de solidariedade social, entre outros.
A subsidiação será de 50% do valor do equipamento, mas nunca superior a 22€, e será atribuída uma única vez por cada casa e desde que não tenha TV paga.
Para pedir o subsídio deve:
•Preencher e imprimir o formulário do pro-grama de comparticipação, disponível em www.tdt.telecom.pt e nas lojas PT.
•Juntar cópia legível: da certidão Multiuso, emitida nos termos do D. L. n.° 174/97, de 19 de Julho, ou do cartão de sócio efectivo da Associação de Deficientes em que está inserido, ou do recibo de rendimento mínimo de inserção, ou do documento comprovativo do valor de reforma/pensão emitido por entidade oficial; da factura de compra do descodificador; de comprovativo de morada (factura da electricidade, água, gás, etc.).
•Enviar tudo, no máximo até 60 dias 2 após a data da factura de compra do descodificador, para:
TDT
Apartado 1501
EC Devesas (Vila Nova De Gaia)
4401-901 Vila Nova De Gaia
No prazo de cerca de 30 dias, receberá na morada indicada no formulário uma carta com o comprovativo da transferência bancária ou com o motivo da recusa da subsidiação.
Para informação mais detalhada, consulte www.tdt.telecom.pt ou ligue grátis 800 200 838.









nuno barreto
Olá, quero desta forma fazer reparo a um pormenor que acho de grande importância  e que nunca tinha detectado. A ferramenta que a página dispõe na barra superior entre o ícone do "facebook" e o motor de busca, que permite o manuseamento da dimensão dos caracteres. Bem pensado, porque o que para uns é fácil para outros é uma “barreira”.É por estas e por outras que uns são bons e outros apenas são mais ou menos…Quero deixar também os parabéns a todos os envolvidos (e quando digo envolvidos não é  em açúcar “glacê” nem em chocolate, mas sim em trabalho árduo) por mais uma feira da doçaria repleta de sucesso…


Tânia Raquel
Muito parabéns ao Executivo por mais uma iniciativa tão agradável como a Segunda Edição da Feira da Doçaria, que em muito valoriza a nossa Freguesia.


Duarte Pessoa
Estou francamente satisfeito por verificar que uma freguesia do meu concelho, a que estou ligado por ter sido local de nascimento do meu sogro e onde possuo alguns bens, apresenta um "site" que bem pode servir de exemplo a todo o concelho; demonstra um trabalho, empenho, vontade e saber dignos dos maiores encómios.


margarida cruz
nem sempre fazemos a vontade a todos , continuem  sempre em frente


pratas
parabens a todo o executivo pelo dinamismo e pelo excelente trabalho que estão a fazer.


jose alberto teixeira de brito
Foi com agradável surpresa que, após o funeral da minha Mãe, no dia de Natal, recebemos do  Presidente da Junta a notícia de que tinham uma Assistente Social ou Psicóloga (não temos a certeza qual) que visitava a família, para lhes dar uma ajuda no desgosto da partida de um ente querido. Tenho que vos felicitar pois parece-me uma boa ajuda para quem, muitas vezes, fica sozinho.  


José Neves
Embora já tivesse conhecimento do vosso site (através de uma agradável conversa, como sempre, com o Gustavo) sinceramente nunca me tinha dado ao trabalho de por aqui dar uma vista de olhos. Pois confesso que estou bastante impresionado, não só pela qualidade que é excelente mas também pelo seu contúdo. Desse conteúdo, destaco  exactamente este forum. Aqui, as pessoas podem manifestar o seu agrado ou vice-versa em relação ao vosso trabalho e iniciativas, dando assim e também, voz ao povo que, como todos sabemos - ou devíamos saber - é soberano, embora este se encontre já representado na Asembleia de Freguesia. É sem dúvida uma boa maneira de incentivar o povo à participação activa nos problemas da Freguesia. É assim que a democracia deve funcionar.Tive o prazer de ter assistido à feira da doçaria  no Casal S. João, o que achei admirável, uma iniciativa daquelas com tanta involvência logística não é nada fácil de organizar. Estão de parabéns. Quanto ao local onde foi realizada achei muito bem a vossa escolha. Neste momento na freguesia não tinham melhor e, além disso, acho muito bem que se faça a descentralização.Continuem assim que vão no bom caminho. Contudo, nunca marginalizem nem desprezem os adversários políticos, só todos juntos levarão a freguesia para a frente.José Neves


isabel carvalho
Gostaria de vos felicitar pela optima ideia de realizar estes eventos e de promover a freguesia de Anobra;  Estou a ganhar vontade para me inscrever nas aulas de danças latinas-4º feira vou espreitar...


Olga
Muitos parabéns pela vossa iniciativa em promover a Feira da Doçaria. Foram momentos muito agradáveis, de convívio e boa disposição. Continuem assim. Obrigada a todos os que trabalharam para que este evento se realizasse.


Olga
Que pena a I Feira da Doçaria de Anobra não ser em Anobra!


Alguém de Arzila
A Anobra está a dar uma grande lição a todas as Freguesias vizinhas...Lamento que a minha Freguesia (Arzila) não consiga progredir o mínimo e sair da mediocridade instalada pelas guerras políticas e ganância de poder. Ganância essa que resulta apenas em vaidade, copo e bucha..Os meus sinceros Parabéns ao executivo da Junta de Freguesia da Anobra e bom trabalho para o Futuro.


António Cerca
Achei interessante a vossa proposta sobre a baixa do IMI. Só falta saber quem votou contra, quem se absteve se foi o caso e quem votou a favor. Cada vez mais é necessário sabermos quem faz o quê.Um abraço,António Cerca




 
62896 visitas até ao momento.